x

Projeto Agroflorestar torna-se referência para geração de políticas públicas no país e exterior

Trata-se da propagação das linhas de atuação do Projeto Agroflorestar que buscam o equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o meio ambiente por meio dos Sistemas Agroflorestais (SAFs).

São Paulo - SP (DINO) 10/13/2015

Trata-se da propagação das linhas de atuação do Projeto que buscam o equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o meio ambiente por meio dos Sistemas Agroflorestais (SAFs).

O Projeto Agroflorestar, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental - iniciativa da Cooperafloresta (Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo/SP e Adrianópolis /PR) e diversas organizações parceiras - tem contribuído para a geração de referências para políticas públicas na esfera socioambiental no Brasil e em outros países.
Trata-se da propagação das linhas de atuação do Projeto Agroflorestar que buscam o equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o meio ambiente por meio dos Sistemas Agroflorestais (SAFs). Refere-se à prática que promove a proteção e recuperação ambiental aliada ao resgate da dignidade de vida dos associados da Cooperafloresta, atualmente 120 famílias agricultoras e quilombolas de Adrianópolis (PR) e de Barra do Turvo (SP).

Tecnologia Social exemplar
A Tecnologia Social que permeia o Projeto Agroflorestar, desenvolvida desde 1996 pela Cooperafloresta, em 2013 foi destacada entre as três melhores do país, que atuam na transformação de comunidades. A condecoração foi decorrente do prêmio promovido pela Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, que elegeu o projeto ‘Agrofloresta baseada na estrutura, dinâmica e biodiversidade florestal’ um dos três ícones do Brasil, na categoria “Comunidades Tradicionais, Agricultores Familiares e Assentados da Reforma Agrária”.

Linhas de atuação do Projeto Agroflorestar tornam-se edificantes
Para corroborar com a geração de referenciais para políticas públicas na esfera socioambiental, neste ano outras duas instituições passaram a considerar as linhas de atuação, bem como os padrões técnicos e metodológicos do Projeto Agroflorestar modelo.

Para tanto, os referenciais técnicos e metodológicos advêm do aprimoramento e ampliação da prática agroflorestal junto à agricultura familiar e camponesa e comunidades quilombolas; dos trabalhos de campo e do desenvolvimento de estudos e pesquisas. Trabalho este que - com foco na fixação de carbono e emissões evitadas em biomas diversos - vem gerando informações científicas relevantes que servirão como base para apontar referenciais para políticas públicas.

Projeto Agroflorestar na Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável (www.boaspraticas.org.br),
A primeira iniciativa de 2015 para irradiar o Projeto Agroflorestar a ponto de garantir visibilidade global das ações desenvolvidas é a de que os referenciais para otimizar o desenvolvimento de SAFs poderão, agora, ser acessados e proliferados por meio da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável (www.boaspraticas.org.br). Lançada em 2014 pela Unidade de Coordenação de Projetos da FAO, em parceria com a ITAIPU Binacional e o Governo do Estado do Paraná, a Plataforma objetiva promover a disseminação e o compartilhamento de um conjunto de iniciativas bem sucedidas desenvolvidas nos três estados da região Sul do Brasil. A Plataforma vai proporcionar a troca de experiências, sobretudo entre nações latinoamericanas e africanas, a partir do diálogo em prol do desenvolvimento sustentável.

Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC
Outra iniciativa é decorrente da atuação de um grupo de trabalho da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC. Desta feita, a atuação da Cooperafloresta está sendo citada como referência mútua para otimizar o desenvolvimento de SAFs. Neste âmbito, a proposta é a de compartilhar as experiências consolidadas ou em andamento com o manejo ou beneficiamento de Sistemas AgroFlorestais Agroecológicos do Sul (SAFAS), aprovado pelo MDA/CNPq, de forma que sejam efetivamente consideradas nas políticas públicas e/ou ações futuras.

Sobre a Cooperafloresta – http://www.cooperafloresta.com
Facebook.com/cooperafloresta.agroflorestais?ref=hl

A Cooperafloresta (Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo/SP e Adrianópolis /PR) nasceu em 1996. Em 2003 foi formalizada e hoje atua diretamente com 120 famílias agricultoras e quilombolas de Adrianópolis (PR) e Barra do Turvo (SP). Também assessora 180 famílias agriculturas assentadas, distribuídas nos municípios de Morretes, Antonina, Paranaguá, Serra Negra e Lapa (Paraná); Ribeirão Preto e Apiaí (São Paulo).
Em todas as localidades promove o fortalecimento da agricultura familiar e camponesa assessorando os processos de organização, formação e capacitação das famílias agricultoras, planejamento dos sistemas agroflorestais, além do beneficiamento, agroindustrialização, certificação participativa e comercialização da produção.
Além do Projeto Agroflorestar, a Cooperafloresta executou três outros projetos patrocinados pela Petrobras que tem se configurado como uma parceira fundamental para a consolidação, qualificação e multiplicação da prática agroflorestal, geração de renda e conservação ambiental.

Sobre o Projeto Agroflorestar http://www.agroflorestar.com.br/
O Projeto Agroflorestar – iniciativa que busca o equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o meio ambiente – está sendo patrocinado pela Petrobras desde 2010. Ao longo de sua execução vem conquistando resultados importantes e muitos avanços, transformando a vida de centenas de famílias agricultoras de diversas regiões do país ao mesmo tempo em que recupera e conserva os recursos naturais.


Informações para a imprensa: JOSI BASSO/ (41) 9959-0506 / (41) 9223-7104 / SKYPE – josibasso1969

Informações de contato