x

Donata Meirelles fala sobre o livro Queens da grife italiana Dolce & Gabbana

A primeira publicação fotográfica de Domenico Dolce possui 140 imagens de 50 compradoras ilustres de alta-costura etiqueta de luxo.

São Paulo (DINO) 6/12/2019
"Queens - Alta Moda di Dolce & Gabbana" foi o título escolhido para nomear a obra que reúne fotos de 50 mulheres vestindo peças da grife italiana Dolce & Gabbana. Tratam-se de mulheres reais, clientes ilustres da marca — todas fotografadas pelo próprio Domenico Dolce, um dos fundadores da etiqueta de luxo, reporta a especialista de estilo e uma das maiores referências de moda no Brasil, Donata Meirelles.

O lançamento do livro, que contém 216 páginas e 140 imagens, aconteceu na noite da terça-feira 28 de maio, na loja da Dolce & Gabbana, no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo (SP). "Levamos dois anos para fotografar nossas rainhas da Alta Moda e montar este livro. Estamos orgulhosos com o resultado. É nossa homenagem à beleza, excentricidade e vaidade", enfatizou o autor das fotos, que é estilista e designer.

O evento, que contou com sessão de autógrafos, teve a presença de amigos e clientes de Domenico Dolce, e celebridades como as cantoras Ivete Sangalo e Preta Gil, a atriz Juliana Paes, a apresentadora Sabrina Sato, o cantor Di Ferrero, a esposa dele e modelo Isabeli Fontana, e o ator Chay Suede — todos vestidos com peças Dolce & Gabbana.

À Vogue, o designer italiano contou (antes do dia do lançamento), que a intenção do projeto foi fazer um tributo às compradoras de alta-costura da grife italiana — criada em 1985, em Milão, na Itália, em parceria com o estilista Stefano Gabbana, que também estava presente no evento. "São nossas grandes amigas", manifestou, ainda, Domenico sobre as 50 mulheres escolhidas para compor o livro.

A obra é uma idealização dos dois fundadores da marca Dolce & Gabbana e é a primeira publicação de fotos feita por Domenico. "Além de evidenciar o carisma e a beleza dessas mulheres, também queríamos expressar uma sofisticação e extravagância atemporais", destacou Stefano.

Donata Meirelles salienta que a maioria das clientes — 40 delas — foram fotografadas em Milão. As outras dez, em Londres, capital inglesa. Além dos cliques, Domenico Dolce também foi responsável pela produção das mulheres fotografadas. "Elas escolheram os modelos sob minha orientação e combinamos com peças da alta gioielleria da casa", explicou ele.

As modelos do livro da capa rosa choque são de todas as idades e manequins, e de diversos lugares do mundo, acentua, ainda, a especialista em moda Donata Meirelles. Nove delas, por exemplo, são do Brasil: Agla Mara Dondo, Yumi Dondo, Ana Carolina Ribeiro Valadares Gontijo, Andrea Dellal, Anna
Claudia Rocha, Iara Jereissati, Liana Moraes, Ruth Malzoni e Vivianne Piquet. "Elas são sensuais, autênticas e transpiram uma beleza natural", afirmaram os fundadores da Dolce & Gabbana sobre as brasileiras.

Sobre Donata Meirelles
Donata Meirelles completou, no início deste ano, 50 anos de idade e 30 no setor da moda. Ela já esteve à frente da Daslu (uma loja de artigos de luxo da cidade de São Paulo) como buyer internacional e, nesse período, chegou a ser apontada pela revista francesa L'officiel como uma das cinco melhores buyers do mundo.

Por conta da sua experiência na área, a especialista também ocupou o cargo de diretora de estilo da Vogue Brasil por seis anos — de 2011 a 2017. E, segundo a própria revista, ajudou a tornar a publicação brasileira uma das melhores Vogues do mundo.

Donata Meirelles é apoiadora de diversos programas sociais como Women in the World Foundation, Gerando Falcões, a Amfar e a Brazil Foundation.
Informações de contato