x

Autoajuda para otimistas? Autor faz ironia em título de livro de contos

Em seu livro de estreia, a antologia "Contos de Autoajuda para Pessoas Excessivamente Otimistas", o escritor mineiro Luís Fernando Amâncio ironiza no título os livros de autoajuda. A obra reúne 28 contos e minicontos que abordam de forma criativa temas do cotidiano.

Belo Horizonte, MG (DINO) 23/07/2015

O viés predileto do autor é o humor, mas também há espaço para narrativas sensíveis, com destaque às poéticas do cotidiano que muitas vezes é ignorada pelo leitor na correria do dia-a-dia.

A literatura de autoajuda é um segmento que ocupa tradicionalmente espaço de destaque nas livrarias brasileiras. O gênero se dirige, em geral, a pessoas inseguras, que buscam apoio e aprimoramento nas relações sociais, amorosas ou profissionais. Mas como seria a autoajuda para pessoas otimistas? É essa ironia que o escritor Luís Fernando Amâncio usa no título de seu primeiro livro, "Contos de Autoajuda para Pessoas Excessivamente Otimistas" (Ed. LiteraCidade, 2014).
O autor explica o curioso título do livro: “Não dizem que não se deve julgar um livro pela capa? Pois é, se existe um ditado para isso, é porque muita gente faz assim. E muita gente também julga o livro pelo título, que não por acaso vem escrito na capa. Resolvi que queria um nome que provocasse o leitor, que atraísse seu interesse. ‘Afinal, o que são contos de autoajuda para pessoas excessivamente otimistas?’. Quem se perguntar sobre isso vai ter que ler o livro para saber.”
O livro reúne 28 contos e minicontos, que abordam de forma criativa situações do cotidiano. Nas histórias há referências a contos de fadas, programas de auditório, Copa do Mundo e episódios que poderiam acontecer em seu bairro num domingo de manhã. O viés predileto do autor é o humor, mas também há espaço para narrativas sensíveis, com destaque às poéticas do cotidiano que muitas vezes é ignorada pelo leitor na correria do dia-a-dia.
Luís Fernando Amâncio foi um dos selecionados no Prêmio LiteraCidade 2014 Jovem – Categoria Contos. O sucesso rendeu ao autor a publicação do volume pela editora paraense que dá nome ao concurso literário.

Recepção crítica
“Cercado pelo ceticismo e pela experimentação de formas e estruturas narrativas, o livro marca a estréia de um autor de quem eu já espero mais, ansioso pelos próximos títulos”.
Rodrigo Domit, autor do livro "Colcha de Retalhos" (Ed. Utopia, 2011), no prólogo da obra.

“A escrita de Luís Fernando flui em um ritmo veloz e divertido, e em cada história há um lugar para o leitor. Sabendo que não se faz literatura sozinho, o autor divide com seu leitor as rédeas de sua obra.”
Jana Lauxen, autora de "Uma Carta por Benjamin" (Ed. Multifoco, 2009) e "O Túmulo do Ladrão" (Ed. Multifoco, 2013) – Resenha http://zonacurva.com.br/contos-de-autoajuda-para-pessoas-excessivamente-otimistas-um-nocaute-por-pagina/.

Sobre o autor
Luís Fernando Amâncio nasceu em Três Corações (MG), em 1986, e atualmente mora em Belo Horizonte. É graduado e mestre em História pela UFMG. Publicou poemas, crônicas e contos em diversas antologias e Contos de Autoajuda para Pessoas Excessivamente Otimistas (Ed. LiteraCidade, 2014) é seu livro de estreia.
Atualmente é blogueiro no site Digestivo Cultural http://www.digestivoblogs.com.br/blog.asp?blogueiro=119201

Mais informações sobre o livro
http://literacidade.com.br/livraria/
https://www.facebook.com/contosluisfernandoamancio
luis.amancio@gmail.com
Informações de contato

Luís Fernando Amâncio

Email

3186965202