Assessoria de imprensa nas redes sociais: como aliar estratégias?

Por Renan Costa 22 de julho de 2021
Assessoria de imprensa nas redes sociais: como aliar estratégias?

Surgindo no início do século passado, a assessoria de imprensa esteve presente em diferentes cenários do universo de comunicação. Na última década, por exemplo, a ascensão das redes sociais revolucionou o mercado, fazendo com que os profissionais tivessem que adaptar os serviços prestados. 

Considerando a premissa da assessoria de imprensa de disseminar informações e ampliar a visibilidade de seus clientes, os resultados esperados, aparentemente, também podem ser alcançados através das redes sociais. Então, será que as estratégias se anulam e alguma delas precisa ser priorizada? Já adianto que não. 

Nesse blogpost explicarei os motivos de aliar a assessoria de imprensa e as redes sociais em sua estratégia e quais benefícios essa decisão trará.

O perfil do cliente da assessoria

O cliente que busca a assessoria de imprensa tem objetivos claros em mente:

• Estar presente na mídia;

• Alcançar visibilidade;

• Construir autoridade.

Para atingi-los, uma soma de serviços são prestados, dentre eles: envio de releases, planejamento estratégico, fortalecimento da marca, follow up, media training, clipping, atendimento à imprensa e gerenciamento de crises. Todos esses esforços resultam na construção e consolidação de uma marca.

Assessoria de imprensa nas redes sociais

O passar dos anos fez com que os profissionais de marketing desenvolvessem estratégias específicas para o ambiente virtual, chamadas de marketing digital. Isso porque entenderam o enorme potencial existente no ambiente. A possibilidade de alcançar usuários, ultrapassando barreiras geográficas, foi um dos principais motivadores.

Nas redes sociais, a principal vertente do marketing digital aplicada pelos profissionais é a do marketing de conteúdo. Através dessa estratégia é possível criar conteúdos relevantes para gerar oportunidades de negócio. A constância na produção gera maior alcance para a marca, fazendo com que integre uma comunidade que se interessa pelo seu nicho, formando um público e construindo autoridade.

Qual das duas estratégias escolher?

Os objetivos alcançados individualmente demonstram a sinergia existente entre a assessoria de imprensa e as redes sociais. Isso deixa claro que as estratégias não se anulam e sim se complementam.

Estudando e entendendo as práticas do marketing digital o assessor consegue potencializar seus resultados. Casar as práticas de SEO durante o desenvolvimento de uma matéria, por exemplo, fará com que ela se desempenhe melhor nos buscadores. 

Em um artigo sobre o assunto publicado em 2015, Filipa Martins, profissional da área, alega a importância de entender cada canal e qual o formato mais apropriado para cada um. Segundo ela, “Em assessorias de marcas de consumo, o Facebook e o Instagram são meios altamente eficazes. Porém, em assessoria institucional, o Twitter e o LinkedIn são os mais indicados”.

dino divulgador de notícias

 

Os benefícios da união: cases de sucesso

A matéria conquistada pelo assessor, antes restrita ao público do veículo em que foi publicada, quando compartilhada nas redes sociais atinge um número maior de pessoas. Essa ação agrega maior valor ao trabalho, além de auxiliar na construção de autoridade, uma vez que o cliente estará presente em mais locais.

Assim como a matéria pode ser compartilhada e gerar engajamento, os comentários de usuários, contato com a comunidade e pesquisas realizadas pela empresa nas redes também podem gerar ótimas sugestões de pauta.

Alguns cases demonstram o sucesso dessa união, como por exemplo, a união entre a Nestlé e a revista Bravo. O desenvolvimento do projeto intitulado #OValorFeminino foi direcionado à valorização das mulheres e partiu de estudos sobre a negligência da subjetividade feminina.

Uma ação por parte da agência de publicidade, marketing e relações públicas, Ogivily, dominou as redes sociais e conquistou espaço na imprensa. Nela, uma parceria entre a empresa Petz e um estúdio de tatuagem sugeriam a adoção de um animal de estimação. Direcionada para aqueles que haviam tatuado o nome de um ex e desejavam cobrir, a sugestão era batizar o animal com o nome e ressignificar a tatuagem.

Conclusão

Os resultados positivos da aliança entre a assessoria de imprensa e as redes sociais demonstram a possibilidade e a importância de adaptar serviços às tendências que surgem. Isso garante a sobrevivência dentro de um ambiente digital cada vez mais concorrido.

Assessoria de Imprensa Marketing
NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre comunicação e negócios

O responsável pelo tratamento dos seus dados pessoais é o DINO Divulgador de Notícias. Estes dados serão utilizados para lhe enviar informativos sobre os nossos serviços, além de utilizarmos para efeitos estatísticos. Para mais informações sobre como utilizaremos os dados, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

Ao utilizar este formulário você concorda com a nossa Política. O DINO Divulgador de Notícias pode compartilhar estes dados com outras marcas do Grupo Comunique-se para a mesma finalidade.

Caso deseje se desinscrever, você pode fazê-lo a partir de algum e-mail já recebido (através da função descadastrar) ou nos contatando a partir do e-mail [email protected]

Para exercer os seus direitos de usuário para retificação ou remoção dos dados sensíveis, contate-nos através do e-mail [email protected]