Teatro na Areia encerra a temporada 2013 neste carnaval

Esquetes na areia de Itamambuca divertem e conscientizam o público a manter a praia limpa

Itamambuca, Ubatuba, SP (DINO) 2/9/2013
O divertido casal formado por Ana Angélica e Luciano Ricardo, interpretados pelos atores Isabelle Inglese e Alex Sander, da companhia Pintando os 7, despede-se do público neste domingo de carnaval, em Itamambuca, Ubatuba, com as últimas apresentações do “Teatro na Areia: atuando por praias limpas”.
Eles entram em cena a partir das 11h30, no canto direito da praia. Com roupas, chapéus e óculos exageradamente coloridos, chegam falando alto e acomodam-se em meio aos turistas. Ao longo da cena, vão sacando, de suas bolsas e sacolas de praia, inúmeros itens de consumo: protetor solar, salgadinhos industrializados, refrigerante, cerveja, celular de último tipo, enfim, coisas que revelam o caráter consumista do casal.
Para maior identificação do público com a mensagem da cena e para manter o tom de comicidade, cada produto recebeu um nome que fizesse trocadilho com marcas conhecidas, como são os casos da cerveja “vagaba” e do cigarro “débil”.
A cada produto consumido, os atores jogam as embalagens na areia. Quando decidem ir embora, sem recolher o lixo, surge um ator mirim, inconformado: “a praia é a nossa casa, vocês não podem deixar essa sujeira aqui”. Constrangido, o casal recolhe o lixo e admite ter aprendido a lição.

Lixo: toneladas de problemas
A cena dos personagens Ana Angélica e Luciano Ricardo , infelizmente, não é exagero: basta ver como ficam as praias no fim de tarde. São quilos e quilos de lixo espalhado na areia, contaminando e enfeando o meio ambiente.
Só em Itamambuca, a operação pente fino feita na praia por funcionários da associação amigos de bairro dá uma média mensal de 30 sacos de 100 litros com os mais variados produtos. Os mais encontrados são tampas de garrafa de plástico, lacres de lata de cerveja e refrigerante, bituca de cigarro e palito de sorvete.
A cada ano, cerca de 6,4 milhões de toneladas de lixo são descartadas nos oceanos e mares, segundo o Projeto Tamar. Mais de 13.000 pedaços de lixo plástico estão, atualmente, flutuando em cada quilômetro quadrado de oceano. Muitos animais marinhos ingerem estes resíduos confundindo-os com alimentos.
Os números comprovam, portanto, a importância de trabalhos como o Teatro na Areia.
Para o diretor do esquete, Heyttor Barsalini, o teatro sempre se valeu de sua força junto ao público, para transmitir mensagens valorosas. “Com o Teatro na Areia não é diferente. Comicidade e crítica social unem-se pela manutenção da saúde ambiental”, observa.


Para saber mais, visite a página do Teatro na Areia no facebook: https://www.facebook.com/TeatronaAreia

Evento
Teatro na Areia: atuando por praias limpas

Local
Canto direito da praia de Itamambuca

Últimas apresentações:
Domingo, dia 10, a partir das 11h30

Direção:
Heyttor Barsalini

Atores:
Isabelle Inglese e Alex Sander


Idealização:
Regina Teixeira, Flavia Cunha e Camila Marujo

____________________________
Mais informações:
Regina Teixeira: (12) 9106-2918
Heyttor Barsalini: (12) 9602-5500
Camila Marujo (11) 7670-0020 | (12) 9177-9885


Website:

Informações de contato
Categorias Relacionadas

Teatro

Viagens

Meio Ambiente