x

A Green School, escola do berçário ao Ensino Fundamental fica em Indaiatuba e tem projeto pedagógico diferenciado

A escola é integral para o Fundamental e adota o bilinguismo desde o maternal. Fundada em 2009, a Green School fica numa área verde de 5 mil metros, tem enfoque ambiental com redução de consumismo, alimentação saudável feita na escola e prioriza olhar individualizado ao aluno. O projeto pedagógico é baseado na perspectiva crítica histórico cultural e projetos interdisciplinares, o material didático utiliza livros nacionais e importados.

Indaiatuba, SP (DINO) 03/10/2016

Os cientistas concordam sobre os benefícios de uma educação bilíngue e de sua influência sobre a plasticidade do cérebro humano ao ser exposto a um segundo idioma na primeira infância.

Motivo de polêmica recente no Brasil, o ensino integral está ganhando força com as novas propostas apresentadas pelo governo federal. Porém, estudantes americanos e europeus, desde cedo, ficam cerca de sete horas na escola contra a média de quatro horas da grande maioria dos alunos brasileiros. Pesquisas e reportagens da imprensa nacional apontam que as escolas que vem adotando o ensino integral alcançaram um salto na qualidade de ensino em nosso país.

Na Green School, escola bilíngue que vai do berçário ao Ensino Fundamental, a escolha pelo segundo idioma não é opcional e quando o aluno ingressa no Ensino Fundamental, a matriz curricular é obrigatoriamente estendida até às 15h30.

“O trabalho que desenvolvemos aqui é diferenciado porque o nosso compromisso é com a educação, com o desenvolvimento global do aluno. Ensinamos dentro da perspectiva crítica histórico cultural, preparando cidadãos autônomos, independentes, capazes de buscar informações e construir conhecimento a partir delas”, diz a diretora, Alessandra Garcia, que acumula mais de 23 anos de experiência em educação, mestra em Metodologia de Projetos na Unicamp e professora universitária, além de mãe de aluna.

A carga horária na Educação Infantil é divida: 50% em imersão na matriz curricular bilíngue e 50% em matriz curricular nacional. As professoras se revezam com a turma que recebe com espontaneidade os dois idiomas. As estratégias pedagógicas utilizadas são diversas, desde brincadeiras, como roda de conversa, aulas de culinárias, vivências na horta e no pomar, musicalização, contações de histórias, entre muitas outras. Nesta fase, os pais podem escolher entre meio período ou integral.

As salas são voltadas para o jardim e na escola também existem alguns animais de fazenda, uns soltos como galinhas, galo, pavão e outros presos como as ovelhas e carneiros. As crianças frequentam a horta que é usada para fins pedagógicos, além de plantar, muitas vezes os alunos colhem e preparam refeições ou lanches na escola trabalhando algum projeto com as professoras de ambas as matrizes.
Os livros didáticos nacionais e importados são um diferencial. Além deles, a equipe pedagógica, em parceria com os alunos, desenvolve projetos de ensinos anuais interdisciplinares, cujos temas os alunos escolhem.

A diretora explica que o principio educativo dos projetos de ensino é a pesquisa como ferramenta de busca e construção de conhecimento, onde o aluno é considerado como sujeito ativo do processo educativo. A equipe também produz materiais de acordo com as necessidades didático pedagógicas das crianças a fim de atingir os objetivos previstos.

Alessandra enfatiza que na Green School o aluno é visto de forma única. “Cada um é considerado como um sujeito, um ser que tem características próprias e necessidades, tendo um olhar individualizado. Além disso, a construção do vínculo afetivo com a família e com o aluno é a primeira ação realizada entre a escola e família, uma vez que haja confiança, todo o resto se desenvolve”, acredita a diretora.

A escola possui um projeto de educação alimentar a fim de que os alunos tenham hábitos saudáveis de alimentação. Além das aulas de culinárias, os lanches são preparados na escola com cardápio que prioriza alimentos frescos e sucos de frutas, não tem cantina para compra de refeições e não são oferecidos produtos industrializados.

Fundamental- O Ensino Fundamental Ciclo I bilíngue (não opcional) é exclusivo na cidade. Semi-integral com almoço e duas matrizes curriculares. Os alunos entram às 7h30 e saem às 15h30, almoçam e fazem o lanche da manhã e tarde na escola. Ainda existe a opção de aulas extracurriculares e orientações de estudos à tarde para os alunos que ficam até às 18 horas.

Os cientistas concordam sobre os benefícios de uma educação bilingue e de sua influência sobre a plasticidade do cérebro humano ao ser exposto a um segundo idioma na primeira infância. Segundo estudos apresentados por Ellen Bialystok, professora de psicologia da Universidade de Nova York, em Toronto, mostrou que crianças bilíngues desenvolvem habilidades cruciais além de seus vocabulários dobrados, aprendendo diferentes maneiras de solucionar problemas lógicos ou de lidar com tarefas múltiplas.

“Na Green School nossos alunos são expostos ao inglês de forma natural, sem pressão para o aprendizado, a utilização do idioma faz parte da rotina, desde bem cedo. Nosso diferencial é a equipe de professoras, além de fluentes são muito dedicadas aos alunos”, conta Alessandra.

Mãe de aluna desde que a escola abriu, Suelen Curlei percebe o avanço da filha, que está no 4º. Ano do Fundamental: “Nós adoramos a escola, as informações nos são passadas com clareza e existe tranquilidade no aprendizado. Minha filha gosta inclusive do período de avaliações. O mais importante é a felicidade que ela tem ao frequentar as aulas e conviver com os amigos”, conta a mãe.

Berçário Personalizado– A direção da escola pensou também nos bebês e tem uma casinha em separado, foi criada pensando na necessidade deles: com sala de estimulação, sala do soninho, cozinha, banheiro adaptado e ambientes seguros. Na rotina existe contação de histórias, musicalização, banho de sol, muitas brincadeiras e alimentação adequada a faixa etária priorizando frutas e papinhas com legumes sem condimentos. As mães são bem-vindas para continuarem a amamentação ou para buscarem os bebês em horários flexíveis.
A Green School está localizada na região de Campinas, na cidade de Indaiatuba. Fica no bairro de Itaici e está com matrículas abertas para 2017, do berçário ao Ensino Fundamental Ciclo I. Outras informações: www.greenschool.com.br


Informações de contato

Deborah Sousa

Email

Deborah Sousa - Assessora de Imprensa

19991113228